#escrevaseutempo #crieseutempo #desenheseutempo #pinteseutempo

Do papel à embalagem:

A di[versa] ideias em movimento é uma empresa que se preocupa em utilizar matéria prima que possua compromisso ambiental. Do papel à embalagem, o cuidado em escolher o máximo possível de materiais que sejam menos agressivos ao meio ambiente como o papel kraft, ou que seja compensado de maneira correta.

Usamos papéis como o Kraft, Color Plus, Avena Slim e Pólen (bold ou soft).                                                                                                                        

O papel Color Plus, que é parte de uma coleção de papéis coloridos, é fabricado no Brasil pela Fedrigoni na cidade de Salto, interior de São Paulo.

Todos os papéis da linha Color Plus contém 10% de celulose reciclada pré-consumo e são produzidos com celulose EFC (Elemental Chlorine Free), proveniente de árvores reflorestadas e com certificação FSC Forest Stewardship Council (Conselho de Manejo Florestal). 

A presença do Selo FSC é uma garantia de origem. Os itens procedentes de florestas manejadas de forma responsável são identificados com a certificação florestal FSC (Forest Stewardship Council), uma organização não-governamental independente e sem fins lucrativos.

O papel Kraft é o único que se degrada em apenas 60 dias em ambiente natural. É bastante usado nas capas dos cadernos da di[versa] e também no miolo dos "cadernos de praia".

No miolo usamos bastate o papel pólen da Suzano que possuem marca registrada no quesito de compromisso ambiental. 

E o papel Avena Slim recentemente incluído nos materiais de confecção da di[versa] também possui a certificação florestal FSC que permite ao consumidor consciente a optação de um produto que não degrada o meio ambiente e contribui para o desenvolvimento social e econômico das comunidades florestais. 

E por fim as embalagens que são a maioria em papel Kraft mas quando começamos a colocar os produtos em lojas o plástico foi adotado para proteção dos cadernos pois era o material que permitia proteger e garantir a visibilidade dos produtos. Aquilo gerou um questionamento acerca de muitas coisas a respeito do meu caminho com a encadernação, afinal eu queria sim crescer e profissionalizar a marca mas não queria emitir mais plástico no planeta, então conheci o selo eureciclo.

A di[versa] então adota o selo eureciclo desde maio de 2019. Que certifica a logística reversa de embalagens pós consumo, através de uma plataforma de rastreamento de notas fiscais emitidas por cooperativas e operadores de reciclagem parceiros.

Além disso, através do conceito de compensação ambiental, ele garante que as marcas que o carregam destinam recursos para o desenvolvimento da cadeia de reciclagem, estabelecendo-se como uma solução para a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que determina a meta de 22% de logística reversa das embalagens geradas pelas empresas. Com isso, elas contribuem com o aumento das taxas de reciclagem no Brasil e com a formalização e valorização dos agentes dessa cadeia.

Ao adotar o selo eureciclo, as empresas estão, na verdade, investindo em uma rede de cooperativas e operadores parceiros, que são remunerados pelo serviço prestado de coleta e direcionamento de resíduos para a reciclagem. Estes parceiros possuem autonomia para investir os valores recebidos em treinamentos, equipamentos, estrutura e salários. Isso significa que, ao compensar o impacto das suas embalagens, sua marca também ajuda a formalizar e valorizar o trabalho prestado por essas organizações, desenvolvendo a cadeia de reciclagem do país.